sexta-feira, 28 de abril de 2017

KIM KARDASHIAN E OS PADRÕES DE BELEZA IMPOSTOS PELA SOCIEDADE


Olá!
Bom, você deve estar se perguntando quem é essa pessoinha que está escrevendo esse post. Prazer, eu sou a Clarissa, mas todo mundo me conhece como Cla ou Cla Cla (que é como a dona desse blog me chama haha) e eu to muito feliz por que EU SOU A NOVA COLABORADORA DO QUERO MAIS PIZZA!!!! *palmas, muitas palmas*

Toda terça vou estar aqui escrevendo posts sobre assuntos que gosto de falar e debater. Já adianto que sou mega fã reconhecedora number 1 do mundo das celebridades - amo falar sobre isso (sobre comida também como a boa taurina que sou) - e meu sonho de princesa é aparecer no Estilo da Blogueira desse blog (Ana Lu me dá uma chance!). Então, se você quer saber mais sobre essa lost Kardashian que vos fala, me siga nas redes sociais, que vão estar no final do post! Eu juro que sou um amor de pessoa!
E pra inaugurar minha participação nesse lindo blog, eu não poderia deixar de falar da minha família de Calabasas, o clã Kardashian/Jenner. Quem me conhece, sabe que sou louca obcecada por toda família e acredito fielmente que um dia Mama Kris virá me buscar (fé no Pai!).
E essa semana, minha musa inspiradora, dona dessa família e que ostenta uma fortuna de 300 milhões de dólares, Kim Kardashian West, esposa do rapper Kanye West e mãe de North e Saint West, quebrou (novamente) a internet.
Kim estava no México junto com suas amigas para comemorar o aniversário da irmã mais velha, Kourtney e, como qualquer pessoa que vai à praia, colocou um modelo vintage da Dior e foi curtir com suas amigas. Com isso, derrubou a internet (mais uma vez) com algo que nunca se imaginou ver no corpo da estrela de 36 anos: celulites. 



 

“Mas como assim?” “Kim Kardashian tem celulite?” “Mas o bumbum dela era tão perfeito na capa da Paper no ano passado!” “Realmente ela é a rainha do Photoshop!” – essas foram algumas das observações que quem a tinha como modelo de corpo perfeito se fez. Inclusive, saindo até no jornal.

Mas pensa que foram comentários leves? Infelizmente não. Comentários maldosos com conteúdo body-shaming que nem vale a pena serem postados aqui e mais uma vez a internet vem zoar a imagem de alguém. Por incrível que pareça, muitas mulheres a criticaram por isso e a ofenderam.

ADENDO: pra quem não sabe o que é body-shaming, numa tradução livre, significa o ato de envergonhar-se do corpo, ou ainda, reprová-lo... É também esperar a aprovação das pessoas quanto às suas formas. É ver o corpo como um objeto a ser corrigido: tirar, acrescentar, enrijecer, esticar, até atingir alguma perfeição.


Jornalistas famosos, como Piers Morgan, também criticaram a Kardashian (clique no link pra ver o vídeo)

Piers Morgan criticou Kim e seus co-anfitriões, que elogiaram a realidade das fotos, na Good Morning Britain   #soshame


Porém, Kim, savage como é,  revidou os comentários. Pode ser mais maravilhosa nessa resposta?
No Twitter, compartilhou uma declaração com a seguinte mensagem:

“Estou apenas sentada aqui na praia com meu corpo sem falhas”.




Por isso, eu estou aqui. Afinal, precisamos esclarecer algumas coisas. 

- Kim é uma mulher normal e REAL, logo, sempre terá celulite. Sim, você pode ter 10% de gordura corporal e muito provavelmente terá celulite em alguma parte do corpo. É a natureza feminina. Aceitem que dói menos.

- As conquistas de uma pessoa não se resumem ao seu corpo, por mais que hoje em dia – principalmente com as redes sociais altamente visuais – a gente queira acreditar nisso.  Ela não vai deixar de ser menos inspiradora pra muitas pessoas por causa da celulite. Ela não vai deixar de fechar trabalhos comerciais por causa disso.

É lógico que nas fotos a gente sempre consegue uns truquezinhos pra sair bem: posição do corpo, altura do smartphone para tirar a foto, iluminação, filtros no instagram etc. E isso a Kim entende melhor do que muita gente! Até eu que sou designer, não sei fazer esses truques...

Mas o fato é que a gente só enxerga aquilo que quer ver: perfeição. E ao menor deslize, quando nos lembramos de que as pessoas que idolatramos são gente como a gente, vem a decepção e a frustração. Vem a realidade. E a realidade nem sempre é agradável porque nos faz lembrar que somos passíveis de erros e defeitos, e que temos que batalhar se quisermos melhorar (ou melhor ainda: nos aceitar do jeito que somos), e não simplesmente esperar por um passe de mágica ou por um bilhete premiado da loteria.

Eu me sinto mais otimista por saber que as minhas inspirações tem dificuldades e sucessos, porque eu também sou assim. E não porque eu sou “recalcada” (tudo é recalque hoje em dia, ai que preguiça!). Mas por saber que não somos tão diferentes assim. E sabendo disso, aumenta minha convicção de que posso conquistar o que elas conquistaram (não entro aqui em diferenças de biotipo ou de padrão de vida, ok?).





Se a realidade fosse uma capa de revista photoshopada, aí sim, nós poderíamos entrar em depressão. Pra nossa sorte, não é assim.

E na boa? Isso é muito mais inspirador do que acreditar que aquela pessoa que a gente admira não sente nada. Não quero me inspirar em pessoas apáticas, que não sentem, que não VIVEM.

Eu busco exemplos reais, que me mostrem que é possível sim, superar obstáculos e evoluir, que me mostrem que tá tudo bem ter preguiça ou sentir vontade de comer chocolate no meio do dia. Quero me espelhar em pessoas de carne, osso, emoções e celulite – aí sim terei certeza de que minhas motivações são reais e de que nós podemos nos orgulhar dos nossos corpos e de suas imperfeições.

E a Kim é o meu exemplo real. Tudo bem que no meio do caminho ela fez plásticas e escorregou na aceitação em alguns momentos, mas Kim é uma mulher de verdade com fraquezas e fortalezas. E no meio disso tudo, essa mulher, que é uma das mais seguidas do mundo, mostrou que dá para ser musa e sucesso absoluto sem vestir manequim 36. Ela está aqui para nos lembrar de que ser magra não é pré-requisito para ser estrela. Ela é uma pessoa que venceu seus próprios medos e agora se sente bem e feliz com seu corpo (coisa que, se você não fez, é importante que faça – DICA!).

Acabarmos com o #bodyshaming é o primeiro passo para a liberdade de aceitar-se sem os padrões impostos pela sociedade e é importante para a construção de uma autoestima saudável.



Concordo quando alguém me diz que a Kim não é exemplo de auto aceitação, que usa Photoshop adoidado e que dá muita importância para a própria beleza. SIM, é verdade. Kim, assim como as outras Kardashians/Jenners, também podem ser indicadas como pessoas que criam, incentivam e alimentam padrões, mas a questão aqui são os (muitos) comentários criticando Kim por “não ter vergonha de mostrar a bunda com celulite”, ou “olha o tamanho, é desproporcional”, e ainda “se ela tem dinheiro, por que não trata essas celulites”. Pra mim, ELA pode ser neurótica o quanto quiser com o próprio corpo, mas isso não dá a ninguém o direito de falar do corpo dela ou do de qualquer pessoa. 

Por isso, Kimmy (sou íntima), assim como você faz o que quer da vida. Isso é um direito adquirido por qualquer pessoa nesse mundo. 

Se você não quer ver ou não concorda, não a siga. Mas, acima de tudo, não diga o que ela (ou qualquer outra pessoa) deva fazer. Esse é o ponto principal dessa discussão. Não gere ódio, nem julgamentos e nem alimente um mundo de humilhações.


Seja feliz do seu modo e deixe as outras pessoas serem felizes do modo delas, ok?

Kim foi totalmente flawless: ter confiança no seu corpo e amar a si mesmo é o que realmente conta. Não o que você come, seu peso, ou o que seus amigos dizem sobre seu corpo (embora eles não deveriam dizer nada sobre isso). Estou muito feliz por Kim estar realmente mostrando seu corpo e desfrutando de suas férias de praia.

Bom, é isso. Espero que vocês tenham gostado e comentem aqui embaixo o que acharam do post. Quero saber sua opinião sobre body shaming, sobre a Kim e sobre esses padrões de beleza! Ficarei feliz em responder cada um! E não se esqueça de compartilhar a postagem caso tenha se identificado com as coisas que eu falei. 

Pra quem quiser me conhecer melhor, chega aqui nas minhas redes sociais. Vamos se conhecer:


quarta-feira, 26 de abril de 2017

WISHLIST: 24 PEÇAS QUE ESTÃO EM ALTA DA SHEIN


Começando a Quarta-Feira já com um novo quadro no Blog. Eu já tinha feito algumas wishlists aqui pro Quero Mais Pizza, mas acabei deixando de lado. E hoje eu decidi voltar com isso apresentando pra vocês as lojas que eu mais gosto, que to sempre comprando e indicando produtos que vocês podem comprar também - tudo sendo fiel ao meu estilo e sem gastar muito, claro. 

A loja de hoje é a SheIn, que é uma loja-desejo meu. Eu adoro o estilo da SheIn, recebo os emails deles sempre e fico babando nos produtos. Eles costumam ter muito aquelas peças que são simples, mas tem um detalhe a mais que faz toda a diferença pro seu look. Então eu separei 4 itens dentre 6 categorias que vocês podem escolher dentro do site da SheIn

Eu vou selecionar principalmente roupas que tenham a ver com o meu estilo, peças chave que são importantes todo mundo ter, pois combinam com tudo, sapatos diferentes que chamem a atenção (porque eu amo dar o destaque pro meu pé, um bom sapato pode levantar seu look), bolsas e acessórios que eu esteja precisando e também as principais tendências que vocês podem estar procurando. Vou tentar dar umas dicas rápidas dos melhores jeitos de usar cada peça, tentando ajudar vocês ao máximo com o estilo de vocês. 

Então, bora lá: 


ACESSÓRIOS

01. Bolsa De Ombro Rosinha, por $15 (aprox. R$45): Eu to numa jornada de acrescentar mais cores no meu guarda-roupa. Graças a uma querida festa de Havaiana para qual eu fui convidada e descobri que: simplesmente não possuo roupas muito coloridas. Então para começar de maneira sutil optei por começar nos acessórios. Aí escolhi essa bolsinha rosinha por ela não ser muito chamativa, mas cumprir sua função de adicionar cor ao look.

02. Kit de Pincéis de Maquiagem, Preto e Gold, por $11,00 - promoção (aprox. R$35): eu não sou muito ligada em maquiagem e por isso não tenho muitos pincéis. Queria um Kit, pois venho sentindo falta disso.

03. Chapéu Preto Floppy Vintage, por $9,00 - promoção (aprox. R$28): eu amo chapéus grandes. Haja vista meus looks do dia, mas infelizmente sofro da crise da cabeça pequena e sigo atrás de um floppy, que são aqueles maiores com aba irregular. 

04. Meia Curta Arrastão, por $4,00 (aprox. R$12): eu to ficando muito louca pela tendência das meias arrastão e já quero todos os tipos diferentes. Foi quando encontrei esse modelo curtinho e acho que vocês já sabem que moro no Rio de Janeiro, seria ótimo para se manter na moda sem sofrer com o calor. 

CALÇAS, SHORTS E SAIAS

05. Saia Midi Bodycon Veludo Marrom, por $4,00 - promoção (aprox. R$12): O Veludo tá me pegando de jeito, to amando a textura que o veludo trás pra roupas, pros acessórios, sapatos, enfim. Achei essa saia midi marrom no site e fiquei apaixonada. Primeiro porque ela fica linda no corpo, segundo que essa cor de veludo é tão diferente que eu achei sensacional.

06. Saia Drapeada Gold, por $6,40 - promoção (aprox. R$20): O Metalizado me pegou e não solta. Confesso que até então eu só tava usando roupas pratas, grafite. Mas agora eu to começando a ter um leve amor pelas douradas e pelo rose-gold. E essa saia dourada eu achei maravilhosa, imagina os looks que dá pra fazer com ela? JÁ QUERO!

07. Legging de Veludo Bordô, por $8,00 - promoção (aprox. R$25): Ainda na vibe do veludo, achei essa legging na cor burgundy (vinho/bordô) e fiquei apaixonada. Lembrei das épocas que ficava rodando o lookbook e via as minas gringas tudo usando legging assim, mas essas coisas não tinham aqui ainda. AGORA TEM NÃO É MESMO?


08. Short Hotpants Preto, por $9,00 - promoção (aprox. R$28): Esses dias eu fiz um mega achado em um brechó de um vestido em tela, muito lindo. To doida pra fazer fotos e mostrar para vocês, a questão é que eu queria fazer com um hotpants e um top preto, exatamente como a menina da foto, aí achei esse aí no site e pronto: fiquei louca. Era exatamente esse modelo que tava procurando para combinar com o vestido. 


SAPATOS

09. Botinha de Cano Curto Preta, por $13 - promoção (aprox. R$43): Eu só tenho coturno e um total de duas botas de cano curto, sendo que uma tem um salto enorme e a outra é brilhante. Eu queria uma botinha mais básica, assim que dê pra ir pra faculdade, usar no dia a dia e também sair né. 

10. Oxford Tratorado Preto, por $13 - promoção (aprox. R$42): Sou muito a louca dos sapatos pretos né? Segredinho pra vocês: tem um oxford igual a esse na renner custando mais de cem reais. Eu até experimentei (não deu no meu pé pra variar), mas nossa muito caro. Algumas coisas é melhor aceitar da china né não?

11. Bota Coturno Tratorado Cano Curto, por $14 - promoção (aprox. R$45): Como já tenho coturno e já tenho bota, agora falta... exatamente, a bota-coturno. Gente eu acho super lindo, sério. Só que os modelos que eu vejo por aqui são caríssimos. E olha o preço desse pelo amor de deus. 

12. Slider Preto com Glitter, por $22,00 - promoção (aprox. R$70): O preço não está tão distante dos modelos brasileiros, mas esse é brilhante o que torna tudo diferente, porque eu to muito nessa onda, especialmente glitterizado preto. Além disso esse é outro modelo de sapato que eu não encontro com facilidade pro meu pé, por ele ter peito fino. Felizmente: a SheIn está aí para resolver essas situações. 


TOPS, BLUSAS E CASACOS

13. T-Shirt Transparente Preta, por $5 - promoção (aprox. R$16): Sério gente, to muito louca nessa tendência da transparência, quero muito umas peças nesse estilo para já trazer looks pra vocês. 

14. Kimono Dark Floral, por $12 (aprox. R$38): Uma das peças que eu mais gosto de jogar por cima da roupa é o Kimono e eu já tenho dois que amo. Um branco com rosas bordado e um preto basicão. Agora eu quero um estampado cm flores, mas tem que ser bem gótico né.  

15. Ciganinha Listrada Azul, por $7 - promoção (aprox. R$22): Ainda naquela ideia de adicionar mais cores no meu guarda-roupa achei essa ciganinha azul que tá simplesmente um amor e seria bem fácil de combiná-la também. Com jeans ou preto, fica lindo. 

16. Bomber Jacket de Tela Preta, por $10 - promoção (aprox. R$32): Depois do vestido de tela, já quero tudo de tela. Inclusive essa bomber (que continua super em alta) de tela que achei o máximo. 


VESTIDOS, CONJUNTOS, MACAQUINHOS E JARDINEIRAS

17. Vestido Metalizado Grafite com Brilho, por $4,00 - promoção (aprox. R$12): Eu não tenho muitos vestidos de festa ou para eventos mais formais e quando eles chegam eu meio que fico na mão e um tanto quanto desesperada. Aproveitando a onda do Metalizado, esse vestido super combina com o meu estilo e seria ideal para essas ocasiões. 

18. Maxi Dress Bordô com Fenda Lateral, por $13,00 - promoção (aprox. R$41): Eu venho tentando me desapegar da ideia de que saias longas ou vestidos longos ficam feios em mim, então eu queria começar a acrescentar mais peças nesse estilo no meu guarda-roupa. E o vinho serve para acrescentar cor ao meu guarda-roupa, como já disse. Aliás: uma ótima dica para baixinhas é procurar vestidos com fenda lateral, pois eles ajudam a alongar o corpo. 

19. Vestido De Veludo Vermelho Bodycon, por $7,00 - promoção (aprox. R$22): O Veludo mais uma vez marcando presença aqui. Eu já tenho um vestido rodado midi de veludo azul (que inclusive tem look do dia com ele chegando aí), mas ele esquenta bastante então não é sempre que consigo usar. Já esse aqui seria a opção ideal para quem mora em uma cidade que emite muito calor, como o Rio de Janeiro. 

20. Jardineira Curta Jeans Clara, por $15 (aprox. R$48): Jardineira sempre foi, pra mim, aquela peça que eu ACHO LINDO, mas nunca encontro para o meu tamanho. Para vocês terem uma noção eu tenho uma preta que a cintura é 36 e ela fica enorme na minha cintura. Como os modelos da China são menores, a cintura com certeza vai se adaptar melhor. Além disso: o jeans é o mais versátil que se pode ter. 


ROUPAS DE PRAIA, PIJAMAS E DE GINÁSTICA

21. Conjunto Moletom Cinza Blusa&Short, por $12 - promoção (aprox. R$38): Não, eu não sou nada atlética, porém deixa eu contar um segredo pra vocês: shorts de ginástica são os melhores shorts pra ficar em casa e até sair. Dá super pra montar um look esportivo, meio casual com itens de ginástica. Sou cara de pau nesse nível sim.

22. Maiô Listrado, por $9,00 - promoção (aprox. R$28): Outro item que sempre entra na lista, mas nunca sai é um maiô. Eu quase não vou a praia - ironicamente eu moro no Rio de Janeiro - de modo que biquínis e maiôs nunca estão no topo da minha lista de compras. Mas como hoje o maiô pode funcionar como body também, ele passou a ser um item desejo. 

23. Blusa de Tela Preta, por $9,00 - promoção (R$28): Uma dica para você que quer se jogar na tendência da Tela, mas não quer pagar o preço que algumas lojas estão colocando. Procura na sessão das roupas de ginástica: sempre tem uma de tela por lá, pois são mais frescas. 

24. Striped Bra Preto, por $9,00 - promoção (aprox. R$28): Eu não uso sutiã há mais de dois anos (melhor decisão que já tomei na minha vida - se vocês quiserem depois faço um post falando melhor sobre isso), então eu não tenho muitos tops da moda, mas para combinar com aquela minha ideia do HotPants, esse Strapped Bra ia funcionar super. Fora que ele é lindo né?


E essa foi a minha Wishlist na SheIn de peças que estão em alta no momento. Eu sempre busco por peças que combinem com o que eu já tenho e que também vão combinar entre si e que me permitem usar mais de uma vez de jeitos diferentes. Assim você sempre tem um guarda-roupa funcional e versátil, que é o principal objetivo com o meu. E uma vez que você consegue fazer isso com peças- tendência, fica muito mais fácil estar na moda e combinar com o seu estilo ao mesmo tempo. 

Espero que vocês tenham gostado dos itens, para acessar a SheIn basta clicar aqui ou então no banner na sidebar ao lado. 

Se você gostou não esquece de me dar o seu feedback: conte o que achou do novo quadro. Qual foi sua peça-desejo? Já conhecia a SheIn? Compartilhe a postagem também para que mais pessoas conheçam e não se esquece de curtir o Quero Mais Pizza no Facebook e me seguir no @queromaisfotos, no Instagram.

Até o próximo post <3

segunda-feira, 24 de abril de 2017

O QUE GIRLBOSS REALMENTE NOS DIZ


ESSE TEXTO ESTÁ LIVRE DE SPOILERS DE QUALQUER TIPO SOBRE A SÉRIE GIRLBOSS DO NETFLIX E O LIVRO DE MESMO NOME. 

Eu ia fazer uma resenha sobre  Girlboss, a nova série do netflix, mas acabei me pegando mais envolvida nas polêmicas que a série vem causando. A internet parece dividida entre idolatrar a série pelo que ela é e criticar pelo que ela não é. Mas antes de falar sobre os pontos, vamos falar sobre do que se trata Girlboss.

Girlboss é a representação de praticamente 99% das pessoas dentro do mercado da moda. A Sophia não é nada mais, nada menos que uma menina arrogante, egocêntrica e que usa da fachada "rebeldia"para tratar mal e humilhar os outros a seu bel prazer. Sim, ela é bem escrota (assim como a maioria dos grandes nomes da moda atualmente também são - inclusive o amado por todos, Karl Lagerfeld). Mas ela também foi dona de uma sacada genial de negócios. Essa onda vintage que vivemos hoje, de retomar principalmente peças dos anos 70, 80 e 90... devemos a Sophia. Ela foi um grande marco dentro do empreendedorismo digital da moda independente de sua péssima personalidade. E o que a fez famosa não foi sua atitude, não foi seus privilégios (eles ajudaram, não vamos negar. O fato dela ser magra e se encaixar nos padrões sem dúvidas abriu portas pra ela), não foi sorte. Foi a sua ideia. Ela teve uma capacidade criativa de criar algo muito diferente e que naquela época simplesmente não existia. Ela pegou um conceito da moda e reinventou um significado pra ele. Remodelou peças e assimilou nelas seus estilo próprio, além do próprio estilo da época. E por isso ela fez sucesso. 



Quando a gente relembra quais eram as grandes lojas do Ebay naquela época, a gente entende exatamente o porquê da Sophia ter feito tanto sucesso. Todas as lojas ofereciam basicamente as mesmas coisas, do mesmo jeito e possuíam o mesmo conceito. Já a Sophia era tão diferente que todos os outros se sentiram incomodados com ela. E até hoje: quando isso acontece, a pessoa se destaca. E principalmente se você trabalha no meio artístico (seja ele da moda, do design, das artes, do cinema...) você vai entender o que eu estou falando: inovar é muito importante. Não foi a atitude de Sophia que levou ela até lá. Foi a sua ideia. 

Por ser uma ideia única, também era facilmente encontrada pelas pessoas. E quanto mais pessoas encontram e gostam, mais pessoas acessam. Foi basicamente isso que fez com que ela chegasse onde ela chegou. 

Ninguém quer ser a Sophia. A Sophia é uma pessoa que simplesmente não respeita ninguém, além dela mesma. Nem mesmo as pessoas que mais a apoiaram ao longo do caminho. Além disso ela é mimada e infantil em diversos pontos da série. As pessoas querem ser ricas como ela, querem ter a fama que ela ganhou e acima de tudo querem criar algo marcante como ela criou. E de fato: ela criou algo impressionante. Não vamos tirar o mérito dela (por mais que ela não mereça). 

E para entender a personagem de Girlboss, primeiro é importante entender a pessoa por trás dela. A séria não é algo inventado, é real. As situações demonstradas na série realmente aconteceram, as atitudes interpretadas nada mais são que lembranças da própria Sophia Amoruso, CEO da NastyGal. A personagem precisa ser nojenta. Porque ela é nojenta. Mas não confunda as coisas: ela não ficou famosa porque ela foi nojenta. Ela apenas era assim. 



É preciso que vocês entendam que: uma atitude ruim não abre portas. Uma boa ideia abre portas. Mais ainda: uma ideia que vá gerar muito dinheiro, abre muitas portas. E isso é reflexo da sociedade que a gente vive: bastou que Sophia abanasse algumas dezenas de notas de cem dólares que as pessoas basicamente faziam tudo que ela queria. Essa é a definição pura e simples do capitalismo, quanto mais dinheiro você tem, mais status e mais liberdade para fazer o que você quer. A medida que ela descobre o que ela tem que fazer e passa a ganhar dinheiro com isso, as coisas simplesmente começam a dar certo. 

Eu li uma vez, uma frase que nunca fez tanto sentido para o mundo que a gente vive: dinheiro gera dinheiro. Por isso pobres continuam pobres e ricos continuam cada vez mais ricos (e veja bem, não disse que o fato do pobre continuar pobre é por culpa dele, apenas disse que ele continua pobre por não ter dinheiro para investir em si e assim gerar mais dinheiro - o porquê do pobre nunca evoluir já é assunto pra outro post e não tem nada a ver com meritocracia, envolve muito mais que isso). O nosso sistema econômico permite isso, é por isso que diariamente nós vemos a presença de pessoas assim na mídia. Quer um exemplo? Que tal a Sasha como estilista da Coca Cola? 

Você sabia que a Sasha não é nem formada em Design de Moda? Aliás, ela não é nem estudante. Ela literalmente deu uma entrevista afirmando gostar de moda e isso foi o suficiente para que ela fosse convidada a estilizar a nova linha de roupas da marca, poucos meses depois após a entrevista. 

Por quê?

Por que ela tinha talento? Não! Porque ela tinha dinheiro. E status. E fama. E atualmente se você tem um, você tem os outros também (haja vista as Kardashians, Paris Hilton, etc). A partir do momento em que a Sophia passou a ganhar cerca de $500 por peça vendida no Ebay, ela também passou a ter acesso a toda uma nova gama de possibilidades dentro da sociedade. 



A Sophia de fato criou algo muito difícil: criar uma empresa do zero e fazê-la dar (muito) certo. Se espelhem nela pela sua criatividade e sua capacidade de criar algo novo em meio a tantas coisas já batidas e existentes. Mas não idolatrem a sua atitude. Ela, de fato, é muito egocêntrica, egoísta, não tem o mínimo de empatia com os outros, é extremamente arrogante e rude desnecessariamente e com pessoas que não tem nada a ver com os problemas dela. Encarem a série do Netflix como um reflexo do que é a nossa sociedade e como ela funciona. Analisem realmente o que faz a Sophia chegar onde ela chegou e como. 

E é importante saber também que: mesmo que ela não tivesse se formado em uma faculdade, ela também buscou estudar e se informar. E a série Girlboss nos mostra isso. Porque a verdade é que: uma vez que a gente aprende o que é que a gente gosta, buscar uma formação, um meio de estudo e mais conhecimento se torna algo natural - seja ele através da faculdade, de cursos, livros, ou da própria internet. Se era uma empresa que ela queria criar, então ela precisava saber exatamente isso e ela correu atrás da informação (por mais básica que ela fosse, afinal todo mundo começa com o básico). Não achem que só porque ela não foi pra faculdade significa que ela não estudou ou tentou aprender sobre empresas, administração, marketing, entre outras coisas. 

Problematizem a Sophia, suas atitudes e sua personalidade, mas jamais achem que foi isso que a levou até lá. Tudo começou com uma ideia. 

E você, qual a sua ideia hoje?

Espero que vocês tenham gostado do post de hoje que foi mais uma reflexão mesmo. Me contem nos comentários o que vocês acharam da série e o que aprenderam com elas. Compartilhem a postagem caso vocês tenham se identificado, porque isso me ajuda demais. E não se esqueçam de curtir o Quero Mais Pizza no Facebook e me seguir no @queromaisfotos, no Instagram.

Até o próximo post <3