quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

13 SITES DE IMAGENS FREE PARA USAR NO SEU BLOG


Um dos maiores problemas que as blogueiras iniciantes enfrentam é não conseguirem achar a foto perfeita para ilustrar aquele post. Eu sei que quando estamos começando é muito difícil nós mesmos conseguirmos produzir essa foto, pois na maioria das vezes é preciso uma câmera boa, uma boa iluminação, uma boa composição e etc. Coisas que nós não adquirimos assim, da noite pro dia. 

Ao mesmo tempo que é sempre melhor que o conteúdo produzido seja 100% seu (incluindo as fotografias), às vezes é preciso trabalhar com o que se tem e por conta disso muitas meninas acabam pegando imagens do Google Imagens ou do Tumblr, Pinterest, We Heart it e entre outros sites que oferecem imagens mais bem elaboradas. 

Acontece que isso não é a melhor opção: por mais que as imagens estejam ali sendo compartilhadas em redes públicas, isso não significa que aquela imagem está livre para o uso de qualquer pessoa. Alguém teve o trabalho de clicar a foto, de pensar na composição, de estudar técnicas para que ela saísse daquele jeito e uma coisa a se ter em mente é que: toda e qualquer foto que encontramos na internet possui uma coisa chamada Direitos Autorais. Isso quer dizer que essa foto pertence a alguém e é esse alguém que tem o poder de liberar o uso daquela foto para ilustrar um post no seu blog, por exemplo. Então por mais que a foto esteja solta no We Heart It, ela ainda pertence a alguém e essa pessoa pode não querer que você pegue essa foto e utilize para esse fim.

E sim, se por algum acaso ela descobrir que você está usando a foto dela sem o seu consentimento essa pessoa pode processar. 

Com a internet, nós fomos enganados. Iludidos a pensar que com o grande número de utilização indevida de imagens e plágios que passam impunes todos os dias, essas práticas deixam de valer. E faz a maioria pensar que não tem problema pegar aquela foto daquele site. A quantidade de pessoas que utilizam a internet beira ao infinito e fica impossível realmente para o autor da foto saber exatamente onde e em cada site que a imagem dele está sendo usada - por isso a maioria dos casos fica impune, muitas vezes o próprio artista não sabe que a imagem dele está sendo usada indevidamente. Mas o fato de isso acontecer não torna certo. Então pensando em tudo isso eu decidi trazer pra vocês algumas opções de sites que oferecem essas imagens de maneira free.

Mas afinal o que isso significa? 

Direitos de Imagens Free são direitos de imagens que os próprios autores das fotos disponibilizam uma licença que libera o uso pessoal das fotos (e em muitos casos comercial também). Ou seja: são imagens que você literalmente pode pegar para usar no seu post, por exemplo, que não terá nenhum problema legal envolvido - a menos que você use essa imagem para fins ofensivos, cujo autor não tenha liberado previamente (por exemplo: pornografia). 

Então vamos aos sites:


01. Pexels

O Pexels é um site que serve para ajudar designers e blogueiros que precisam de imagens, mas não encontram ou não podem produzir por si mesmo para usarem onde preferirem. O site possui uma licença legal que libera o uso das imagens (pessoal e comercial). Você tem direito a copiar, modificar ou distribuir as fotos como bem entender e não precisa pedir permissão ao autor para usar e nem mesmo linká-lo (dar os créditos - mas é legal se você fizer mesmo assim). Na FAQ do site eles explicam que pode usar sim em qualquer rede social que quiser e também diz como você pode fazer para upar suas próprias fotos no site. 

Uma coisa importante sobre o Pexels é que nem toda foto é livre de direitos. O pixels tem parceria com um site pago de imagens chamado Shutterstock então algumas fotos são liberadas por esse site. Pode acontecer de quando você clicar em uma delas ser redirecionado para ele com o valor que você pode pagar. Mas a maioria das imagens do Pexels são free. 



Daniel Nanescou é um fotógrafo que um dia encontrou várias fotos em seu hardware que estavam sem uso. Seriam fotos que ele havia tirado aleatoriamente, mas nunca tiveram uma propósito. E assim foi que ele decidiu compartilhar essas imagens com o mundo, liberar o acesso delas para que as pessoas usassem da maneira que preferissem, dando assim um propósito ao seu trabalho que estava parado. O site foi crescendo e mais fotógrafos foram aderindo a ideia (muitos eram desconhecidos e acabar se tornando conhecidos por causa do split) e hoje é um banco de imagens free com licença liberada para uso pessoal e comercial das fotos. Além de fotos, os site também possui Videos Free. 

Na aba licença do site você encontra os diferentes jeitos que você pode utilizar as imagens e algumas especificações do que você não pode fazer. Você pode utilizar as imagens no sei site ou aplicativo do celular, para campanhas publicitárias, readers para bloggers e websites, descanso de tela para o seu computador, celular ou tablet, layouts para vender, redes sociais, revistas e ebooks, capas de livros, capas para cd's de música e trabalhos pessoais e comerciais. Você não pode vender a imagem como ela é (sem modificação nenhuma), pois ela é entregue a você de modo free, não pode reupar ela em outro banco de imagens, não pode usar as imagens em projetos que incentivem o racismo, a violência e nem qualquer tipo de discriminação ou preconceito a qualquer gênero, grupo, religião ou ideias políticos. 



Criado pelo artista visual e designer Ryan Mcguire, o site tem mais ou menos o intuito do SplitShare. Ele decidiu compartilhar a imagens que ele tinha e que estavam em desuso. As imagens tem uso de direitos free, liberados para uso pessoal e comercial desde que você não use as imagens para fins pornográficos, violência ou difamação e qualquer uso degradante. Você também não pode dar a entender que o Gratisography ou a modelo da foto utilizou/incentivou o uso do seu produto (que você estiver divulgando). Você não pode reupar as fotos em outros bancos de imagens e nem vendê-las como obras suas (como o fotógrafo da foto). Você pode reaproveitar e modificar as imagens para projetos pessoais e comerciais sem que seja necessário dar os créditos (mas como ele diz, é sempre bem apreciado quando você dá). Um dos conceitos do site é utilizar de imagens de cunho divertido ou engraçado para as fotografias. 



Uma página criada pelo designer Jay Mantri que te dá o direito de fazer o que quiser com as fotos. Pode usá-las para uso pessoal e comercial, sem pedir autorização. As fotos são trabalhos do próprio artista e baixá-las em muito fácil. Uma curiosidade: esse site na verdade é feito no tumblr, então basta você entrar com a sua conta e seguí-la normalmente para não perder o link depois. 



O I'm Free é um site de imagens com direitos free também, mas não só isso. Ela também oferecem ícones e templates para websites livres de direitos. Isso porque a ideia inicial dos criadores era tornar o processo de criação de um site mais fácil e acessível a todo mundo e por isso eles criaram esse banco com diversas imagens liberadas para uso pessoal e comercial. O site é organizado em categorias tornando fácil para se procurar o que quer. 


06. Raumrot

Criado pelo artista Markus Spiske, todas as fotos são de sua autoria e também estão livres para o uso comercial e pessoal. Já no início é possível ler o manifesto dele em que ele libera suas imagens pra uso criativo e diz que acredita no compartilhamento por um mundo menos capitalista. 



Esse site reúne diversos fotógrafos (inclusive você pode upar suas fotos nele se quiser) que liberam suas imagens para o uso free. A ideia do site não apenas de compartilhar o trabalho desses artistas, mas também incentivá-los e colocá-los em destaque. Toda semana eles escolhem os melhores fotógrafos da semana e mostram suas melhores 10 fotos nas redes sociais do site. Foi criado pela fotógrafa Tzara Maud.



O Little Visuals também foi criado no tumblr e tem imagens de diversas paisagens e algumas de produtos para que você possa usar. São imagens belíssimas e realmente muito inspiradoras. O criador do site, infelizmente, morreu em 2013 de maneira inesperada e por isso o site não é atualizado há mais de um ano, mas suas fotos continuam ali para inspirarem os outros. Logo no início do site é possível ver um recado da família notificando sua morte e pedindo uma pequena colaboração (para quem quiser dar) para ajudar. Eles dizem ainda que no futuro pretendiam publicar trabalhos que o Nic nunca publicou. 



Outro banco de imagens free (que possui imagens próprias e de outros bancos free pela internet), também organizada em categorias e com fotografias muito bonitas de diversas pessoas diferentes. Você pode navegar por artista também. 



Esse na real é um dos meus sites de imagens favoritos. Então é o seguinte: ele não é totalmente free. Pra você receber imagens free você precisa inscrever seu email e aí uma vez por mês eles te mandam um pacote de imagens totalmente free. São poucas, mas vale totalmente a pena. Para ter acesso ao site completamente é preciso pagar. Ai são dois pacotes. O Básico em que você paga $15 (dólares) por mês e tem acesso um pacote por semana e mais direito as imagens do site e o premium que você tem acesso ilimitado a todos os pacotes e todas as imagens do site, esse custa $180 ao ano. Mas vai por mim: só assinar o email já vale a pena e não demora nada. 


11. Pixabay

Tá dentre os meus favoritos também. É um site que oferece imagens, vídeos, ilustrações, vetores tudo free e livre para você usar onde e como quiser. Pode copiar, modificar, distribuir e usar as imagens, até ara efeitos comerciais, tudo sem pedir permissão e sem ter que pagar. Mas fique atento: alguns dos conteúdos podem ser protegidos por marcas, publicidade ou direitos privados, então é sempre bom dar uma olhada. E assim como no Pexels algumas imagens podem ser financiadas pelo shutterstock e serem pagas e não free. Outra coisa importante sobre o site: é que não funcionam os Hotlinks, ou seja para que você coloque a sua imagem no seu website será necessário que você baixe ela para o seu computador e depois upe no local onde quer utilizá-la. 



As fotos do Pic Jumbo são maravilhosas. As imagens também são free, porém eles também oferecem imagens pagas então prestem atenção nas que vocês estiverem vendo (normalmente vem avisado que são da coleção premium). Mas algumas das mais bonitas são free (tem uma de carrossel logo na primeira página que eu acho lindíssima - que inclusive é a capa do post). Vocês não vão se arrepender, prometo. 



E finalmente: chegamos no meu favorito. Gente: juro só tem fotógrafo foda nesse site. As fotos são em sua maioria de paisagens, mas são todas belíssimas. Muito fácil de baixar, você pode clicar no autor e ver o seu perfil e as outras fotos dele. O único ruim é que não tem como navegar no site e escolher uma categoria, você tem que ir descendo a barra de rolagem e ir vendo mesmo através das páginas. Mas olha: vale muito a pena, duvido que você desça e não encontre UMAZINHA só que tu queira. DU-VI-DO!

E aí? Gostaram dos sites? Existem muito mais, sério. Se vocês quiserem posso voltar com uma parte dois e trazer outros sites que também ofereçam essa opção. Deixem aqui nos comentários o que vocês acharam, se querem mais, se foi útil, se vocês já conheciam, esse tipo de coisa. Quanto mais feedback eu tiver mais incentivo eu tenho para trazer cada vez mais novidades pra vocês. 

E como sempre: não se esqueçam de me acompanhar pela Página do Quero Mais Pizza e me seguir no Instagram @queromaisfotos, eu sempre dou dicas e compartilho meus looks do dia a dia lá no stories, então me segue pra ficar ligado <3

Espero que vocês tenham gostado do post e qualquer dúvida ou sugestão pode mandar um email para queromaispizzablog@gmail.com. 

Beijo pra vocês <3

sábado, 10 de dezembro de 2016

ANTES QUE ELA VÁ: UM FILME INDEPENDENTE


E aí gente? Como vocês estão? Eu tive uma semana cheia e to tentando fazer esse post há dias. Mas finalmente ele saaaaaiu. Bom, vamos lá: explicando o título. Eu sei que esse post foge um pouco da temática do Blog, mas eu precisava dar uma pausa para falar de Antes Que Ela Vá. Primeira coisa que vocês precisam saber sobre esse filme: ele é um filme para adolescentes (ou jovens adultos, como preferir) feito por adolescentes. São pessoas em sua maioria nos seus 20 e poucos que ainda estão na faculdade, que tem problemas, que precisam entregar um trabalho na próxima segunda feira, que pegam ônibus todo dia (e às vezes até falta o dinheiro da passagem). Eu amo falar de pessoas reais no meu blog, pessoas como eu e você aí que tá lendo. E a surpresa que foi quando a Aline, minha amiga, chegou pra mim dizendo que ela e uns colegas estavam envolvidos no projeto de um filme e me mandou tudo sobre ele, eu imediatamente resolvi vir aqui contar pra vocês. Afinal, vocês também bem sabem que eu amo incentivar o trabalho dos meus amigos. 

A segunda coisa que vocês precisam saber sobre esse filme, é, obviamente, a sinopse e nas palavras da própria Aline Aurílio, a segunda assistente de direção, "...conta a história desse menino que tá numa situação complicada com a namorada... Ela vai se mudar e ele não sabe o que fazer com o relacionamento dos dois. Se passa na Barra e nesse universo moderno, onde a cidade é na verdade um cubículo solitário...". Claro que eu achei a proposta muito interessante, uma coisa boa sobre filmes independentes é que eles nos dão a sensação de serem ao mesmo tempo simples e elaborados. Nada de efeitos hollywoodianos ou aquelas fórmulas prontas dos filmes de comédia romântica. Em filmes independentes você conhece dramas reais de pessoas reais que no fim das contas te fazem refletir sobre a própria vida. É o que eu espero pra esse filme, cujas filmagens começarão no início do ano que vem.

Mas vocês não precisam ficar aqui me ouvindo tagarelar, porque eu fiz uma entrevista com o Diretor (e Roteirista, também), Matheus Benites e sua segunda assistente de direção Aline Aurílio e eles me deram umas respostas bem interessantes sobre a trajetória de criação de Antes Que Ela Vá.

01: Sobre o que é o filme e o que ele significa pra vocês? 
R: [Matheus] Eu sempre fico intimidado com essa pergunta. Me vem a impressão de que preciso definir o filme em poucas palavras com a máxima precisão e coerência possível. Para mim o filme é sobre muitas coisas, mas ele é principalmente um passeio com esse casal de jovens muito inteligentes, que não se dão tão bem, mas que mesmo assim não conseguem terminar o relacionamento - o primeiro da vida deles. Estar lá com eles, perambulando pelo bairro e viajando com os pensamentos deles, nesse dia importante, como uma terceira pessoa que só observa e aprende muito sobre os dois e sobre o mundo só de acompanha-los nessa tarde, é mais ou menos a experiência que eu quero para a audiência. Uma espécie de “voyeur” desse namoro. Esse projeto significa tudo para mim, por que estou arriscando tudo por ele. Parei com a faculdade e todas as atividades para me dedicar a ele e estou financiando uma parte com meu próprio dinheiro. 



02. Como surgiu a ideia do filme?
R: [Matheus] Tem muito de mim nesse roteiro e de experiências pessoais, assim como de amigos ou de histórias que eu ouvi e me influenciaram. Acho que esses personagens têm muito a dizer sobre o nosso tempo e os primeiros relacionamentos. Tenho momentos de insegurança, até por que é o meu primeiro longa-metragem, mas sei que eu e os atores estamos sendo muito verdadeiros nessa construção. E como dizia John Cassavetes, “é preciso estar disposto a arriscar tudo, para expressar tudo”.

03. Foi muito difícil a produção como Filme Independente?
R: [Matheus] Ainda nem começamos a filmar e já está sendo um tremendo desafio. Nossa equipe é incipiente, composta na maioria por jovens estudantes de Cinema, e muitas vezes as coisas ficam confusas. Nos meus curtas, por exemplo, criei o hábito de ser um diretor “multitarefa” em função dos baixíssimos orçamentos. Agora no “Antes Que Ela Vá”, já levei esporros da produção e assistência de direção por fazer coisas que não são exatamente o meu trabalho, mas o deles. Além disso, temos dificuldade com os horários que nem sempre batem e a própria logística da produção de um longa-metragem. Não existe o encargo de um filme de mercado, até por que muitas pessoas estão trabalhando de graça e isso é compreensível. Tivemos alguns altos e baixos, mas mesmo assim estamos muito bem preparados, arrecadamos 8 mil reais com uma campanha na Internet e as filmagens vão acontecer em duas semanas em janeiro. Estamos realmente descobrindo como se faz um filme e o processo, com todas as frustrações, embates e sacrifícios, está sendo incrível e sabemos que teremos um filme verdadeiro e com muito potencial.

Gabriel Antunes como Ele e Maria Clara Parente como Ela

04. Aline, como você se sente com a revelação de que o Matheus "rouba" suas tarefas? Quero dizer: você é assistente né? Fala um pouco de como está sendo essa experiência pra você? 
R: [Aline] Eu sou segunda assistente de direção. Isso significa muita coisa, mas numa visão mais simplista, que eu cuido muito do elenco, das pessoas na hora do set, da organização e da claquete! Não é o primeiro trabalho que eu faço, muito menos com o Matheus, mas, assim como ele, é meu primeiro longa. A gente se entende demais, na verdade. Somos melhores amigos na vida, então isso ajuda muito. Relação de equipe é como qualquer relação que importa nesse mundo: tem que cuidar direitinho. Quando o Matheus rouba uma função minha, eu vou lá na casa dele e falo que é para ele respirar fundo e me deixar fazer o que eu tenho que fazer. Depois de uma conversa profunda, como são 90% das nossas conversas, eu relembro ele que pro filme ser um filme tem que ser coletivo. Tem que ter pedacinho de cada pessoa nesse projeto. Senão não fica perfeito.

05. Vocês já conseguiram arrecadar 8 mil reais, quanto mais vocês precisam para por o filme em movimento? 
R: [Matheus] É aquela história de sempre de produções independente. Fazemos com o que conseguimos. Mas sempre que conseguimos um pouco mais, fazemos com menos aperto no coração e mais pessoas podem ser pagas.

06. Esse projeto é uma campanha feita em conjunto com muitas pessoas. Cada um fazendo sua parte. Como que o espectador pode ajudar nisso?
R: [Aline] Pode ajudar na nossa campanha! Os dias na benfeitoria estão para acabar, mas você pode vir falar com a gente se quiser contribuir com alguma quantia que não seja pelo site. Dar uma olhada na nossa página do facebook é importante também, lá que a gente posta as novidades sobre o filme.
Tem uns videos legais por lá, pra quem quiser sentir um pouco da vibe do que a gente tá fazendo. Inclusive um que eu tô falando sobre amor (seflpromo, olha só, acho que você já assistiu, ana, aliás hahahaha).

(Vocês podem assistir todos os vídeos sobre o filme na página do Face, clicando aqui.)

07. Sim, assisti, claro, haha. Na opinião de vocês, qual a mensagem mais importante que o filme passa? 
R: [Matheus] Essa eu acho que é a pergunta mais difícil. Eu poderia citar algumas ideias que, como autor, acho que são centrais do filme. Mas se depois as pessoas conseguirem dizer que “o filme é sobre isso” ou “passa aquilo”, como uma interpretação unânime, vou sentir que não fiz o trabalho direito. “Antes Que Ela Vá” mostra a complexidade do fim de um primeiro amor, que é, na maioria dos casos, muito intenso e dramático e cada pequena decisão tem o peso de uma separação. Gosto de pensar que cada pessoa vai assistir com seu conjunto de momentos e experiências vividas até então e que vai entrar em contato com memórias de relacionamentos passados e, se tudo der certo, vai extrair uma mensagem diferente e construir um pensamento distinto acerca de ambos os personagens. Eu espero que cada espectador veja um filme diferente no mesmo filme.
[Aline] Eu não sei se eu diria que tem exatamente uma mensagem. É um filme que fala muito sobre pessoas: sobre eu, sobre você, sobre todos nós, sabe? Acho que passa mais complexidade do que algo mais objetivo. Eu gosto de dizer que fala sobre amor porque eu sempre digo que amor é essa palavra que cada um entende uma coisa e mesmo assim todo mundo se entende. Acho que é essa a mensagem, que é mais uma pergunta: a gente se entende mesmo?

E aí o que vocês acharam do filme Antes que ela vá? Me conta nos comentários se ele também despertou sua curiosidade. E se você gostou de verdade, não se esqueça de contribuir com a campanha no Benfeitoria. Com um mínimo de R$30,00 vocês já tornam o projeto um pouco mais perto de sair do papel e virar um filme de verdade. E se você não tiver dinheiro para ajudar agora, tudo bem também, existem outras formas de apoiar o filme: você pode Curtir a Página do Facebook deles, pode compartilhar o vídeo principal do filme, você pode compartilhar esse post também e claro: não se esqueça da propaganda boca a boca, quanto mais pessoas souberem, mais chances do filme virar uma realidade.

E como sempre: não se esqueçam de curtir a Página do Quero Mais Pizza, me acompanhar no @queromaisfotos, pois sempre tem novidade por lá e dá uma olhada no meu último post: foi um look do dia mega inspirado em American Horror Story.

Um beijo e até o próximo post <3

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

LOOK DO DIA: AMERICAN HORROR STORY



OI GENTE TUDO BEM? O post de hoje é aquele post que eu sei que vocês gostam: LOOK DO DIAAAA. O look de hoje é um levemente inspirado na terceira temporada de American Horror Story. Eu sou um pouquinho viciada em preto e eu tinha esse chapéu cinza aqui parado só esperando eu usar, então decidi fazer esse look bem básico, mas com um leve toque de bruxa.

Eu adoro looks que são fresquinhos, versáteis e simples (afinal, eu moro no Rio de Janeiro e isso significa que eu tenho alma de carioca) e eu também gosto de trazer inspirações pra vocês que eu sei que são acessíveis e não impossíveis de reproduzir. Prometo que todos os itens são de lojas de departamento e nada acima de R$100,00.

Vestidos pretos são um must-have no guarda-roupa, especialmente esse aqui que lembra um pouquinho o Slip Dress e já vem por aí um outro look mostrando um novo jeito de combiná-lo, porque vocês sabem que eu AMO repetir peça e inventar novos jeitos de usá-la. 


Eu sei o que vocês devem estar pensando: "Ana do céu, onde é essa escada maravilhosa?"

Então, tem uma longa história por trás desse cenário. Estava eu na rua precisando trocar de roupa pra poder fazer as fotos dos looks e sem um banheiro. Foi quando eu tive a brilhante ideia de usar a minha carta de Ex-aluna do Colégio Militar (mas você não ouviu isso de mim heimmmm?) e lá fomos, eu e Thaiane (minha fotógrafa maravilhosa, falarei dela mais embaixo) tentar entrar no colégio. Eis que pro meu drama ex-alunos haviam sido proibidos de entrar lá dentro sem a autorização de um professor. Corri no grupo do Whatsapp que eu tinha com a minha ex-professora de Filosofia (não vou citar nomes para proteger os envolvidos) e chorei pra que ela me salvasse. Ela não tava nesse dia. Fiquei sofrida.

ATÉ QUE: meu ex professor de Geografia aparece pra salvar o dia. Ele saiu do carro dele e nem imaginava que eu apareceria em seu caminho para chorar, implorando que ele me deixasse entrar no colégio (será que ele imaginou que um dia ele iria ouvir isso de um ex-aluno?) e ele como o bom anjo que é, me liberou a entrada. E lá fomos nós em direção ao prédio em que passei boa parte do meu sofrido vestibular e essa, meus queridos, é a escada do PREVEST. Uma das vantagens de se estudar em um dos colégios mais antigos do Rio de Janeiro, a gente tem fotos maravilhosas com arquiteturas lindíssimas. 

Por outro lado, não acho que irei repetir esses cenários tão cedo na minha vidinha... 

Pelo menos, a esperança é a última que morre. 


Vamos falar dos itens e onde eles foram adquiridos:

Vestido Preto R$69,99, da Opção Jeans
Chapéu, na promoção, R$19,99, C&A
Sandália Tratorada, R$89,99, Leader
Colar, achei numa dessas lojinhas de rua, R$18,00
Batom: 52 TINA MATTE R$7,00, Color Pop

Vamos falar dessa fotógrafa maravilhosa que é a Thaiane Lima. Eu tenho um carinho muito grande pela Thaiane, que chegou até mim através de um outro anjo na minha vida: a Malu. Eu posso estar a miséria em pessoa, posso estar super triste, mas se eu vejo a Thaiane eu fico feliz. Ela tem esse efeito nas pessoas, ela é muito simpática e muito animada. E não importa o que: ela sempre te apoia. É uma das pessoas que eu fico super feliz de ter na minha vida e quando se trata de fotografia ela arrasa e pode esperar que eu vou trazer um post pra vocês conhecerem mais do trabalho dela. Se tem uma coisa que eu amo é incentivar o trabalho dos meus amigos, especialmente quando eles são foda de tão incríveis. 

Então gente se vocês curtiram as fotos desse look, passem nas redes sociais da Thaiane e incentivem o seu trabalho: ela merece isso e MUITO mais. 


E agora, o momento pelo qual todos estavam esperando: 






É isso gente. Esse foi o look de hoje <3 Espero que vocês tenham gostado do post, se você gostou comentem aqui embaixo contando o que você achou porque eu vou adorar saber. Não se esquece de curtir a minha página do facebook Quero Mais Pizza Blog e me seguir no @queromaisfotos. Lá tem muita novidade sobre o meu dia a dia e as fotos que eu vou tirando por aí, e no STORIES rola muuuuuuita dica legal. Ontem mesmo eu expliquei rapidamente como eu organizo o meu feed do instagram, então não esquece de ver meu stories também. 

Um beijo e até o próximo post <3