quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Dicas para estudar


Sim, vou falar sobre estudar.

Desculpa. 

Mas isso é um blog, meu blog e eu preciso falar sobre as coisas que acontecem na minha vida e como no momento nada de interessante acontece porque a única coisa que eu faço é estudar e eu preciso manter isso aqui ativo de algum jeito só sobrou esse assunto. Entendeu?

O que eu quero mostrar com esse post é que não tem jeito quando você chega no terceiro ano você tem que estudar. Não tem mais como fugir, ou vai ou vai sabe? E muita gente tem dificuldade com isso, porque passaram muito tempo da vida delas estudando muito pouco ou quase nada ou apenas o necessário (aqueles desesperos pré-prova) e aí chega o terceiro ano e tem que estudar, tem que focar, tem que trabalhar o cérebro.

Mas como? 

Eu acho que o início do ano é a pior parte do ano para se estudar, pois a matéria tá começando e ainda não tem muita coisa para se fazer, mas eu vou deixar aqui algumas dicas de estudo principalmente pra agora e o que eu ando praticando:

01. Seja organizado.

Ok, isso não é bem sobre estudar, mas é quase isso. Na verdade a organização é muito importante no terceiro ano. Você precisa ser organizado com a sua matéria, com o seu material e com os seus horários. Como eu me organizo aqui em casa? Pra começar eu tenho um caderno rascunho onde eu anoto as aulas e em casa passo tudo à limpo. Eu prefiro trabalhar com cadernos e, portanto, tenho um para cada matéria e mais ainda como tenho aulas diferentes na parte da manhã e da tarde (de manhã é matéria do terceiro ano e à tarde é revisão do primeiro e do segundo) prefiro ter dois cadernos para cada matéria, um para manhã e um para a parte da tarde. Quem não gosta de caderno, pode optar por fichário com divisórias. Eu, particularmente não gosto, pois sempre acabo perdendo e/ou rasgando as folhas de alguma maneira ridícula. Além do mais no meu caderno rascunho sou livre para rabiscar o quanto quiser e em casa copio tudo bonitinho. 

Quanto ao material: para o colégio levo apenas um estojo contendo o básico da escrita: caneta, lápis e borracha. Mas o material que to falando aqui são as folhas. Terceiro ano tem muita folha pra receber, então eu comprei uma pasta com divisórias onde eu vou guardando as folhas ali dentro, separadas por matéria e numeradas (ex: biologia, folha 01). Assim eu não me perco na hora de estudar. 

Quanto aos horários: Crie um plano de estudos. Isso é essencial para que você mantenha a disciplina necessária na hora de estudar, claro que o seu plano de estudos será muito flexível se houver um dia em que você precise parar de estudar para fazer qualquer outra coisa, com certeza você vai, ou se você sentir que precisa estudar um pouco mais em determinado dia... aí é com você. O importante aqui é não relaxar muito e esquecer que ele existe, tente sempre seguí-lo, cumpra seus horários da melhor maneira possível. Comece colocando as horas que você passa na escola com os horários da matéria daquele dia e vai anotando até a hora de você dormir, inclusive nos finais de semana. Outra coisa importante é não esquecer de colocar o lazer, algumas horas por dia durante o final de semana por exemplo, afinal não somos uma máquina. 

02. Preste atenção na aula.

Eu nem deveria falar sobre isso, está meio que explícito, mas só para reforçar: é essencial que você preste atenção no que o seu professor está falando. Mesmo nas matérias chatas. Eu não sei como é em cada colégio do Brasil, mas no meu todos os professores envolvidos no prevest são excelentes em matéria de conteúdo. Todos explicam muito bem e prestar atenção na aula, mesmo nas de revisão torna tudo MUITO mias fácil. Outra dica minha é anotar tudo o que o professor fala. Não largue a caneta por nada, os professores estão sempre explicando alguma coisinha ou dando uma definição ou dica de algum assunto que eles não colocam no quadro. Na realidade, tudo o que eles colocam no quadro é apenas um resumo muito simplista de tudo o que foi a aula e que em casa pode não servir muito bem na hora de estudar. Então sempre anote tudo. E pergunte também. Pergunte muito, tire todas as suas dúvidas. Não fique com vergonha ou com medo de que te achem "burro". É a sua dúvida e o único prejudicado em não tirá-la vai ser você.

03. Mantenha sua matéria em dia.

O professor falou sobre primeira guerra então depois que passar à limpo suas anotações, tomar banho e comer, pegue seu livro ou apostila (no meu caso), leia sobre o assunto e tente fazer os exercícios. Mesmo se ele ainda não tiver dado o capítulo inteiro, desse jeito você se adianta na matéria e caso haja alguma dúvida na próxima aula já saberá o que perguntar. É importante também manter o dever de casa em dia. Opa, teve dever? Já faz logo, assim você não esquece, mesmo se ele for pra outra semana. Eu sei que às vezes a quantidade de matéria pode se acumular sem que você perceba e assim fica difícil passar à limpo e ler os capítulos de todas as matérias que se teve no dia, quando isso acontece eu deixo para me atualizar no fim de semana e aí talvez seja necessário sacrificar algumas horas de lazer. Acredite, a sensação de se estar atrasada é muito ruim.

04. Faça as provas anteriores.

Isso vale para qualquer matéria. Faça exercícios. Leu o capítulo de história? Vá para a seção de exercícios no sue livro e tente resolver as questões. Não tem? Corre no google e procure questões sobre o assunto. E uma dica: Matemática, Física e Química são basicamente treino. Todas as exatas se você fizer os exercícios vezes o suficiente uma hora você entende. Vá dos mais básicos aos mais difíceis. Baixe as provas anteriores e vai fazendo, se aparecer uma questão de uma matéria que você ainda não deu, tente fazer. Se não acertar, paciência. Espere o professor dar e tente novo ou então já pergunta pra ele direto, tenho certeza que ele vai adorar saber que você andou tentando. Meu professor de Geografia disse que quanto mais você fizer exercícios melhor você vai acostumar seu cérebro. Ele explicou que não adianta você estudar, estudar, estudar se não houver prática, porque na realidade fazer o vestibular envolve muito mais do que apenas saber a teoria. Envolve técnica e confiança (essa última acima de tudo) também. 

05. Adquira bagagem cultural.

Hoje em dia com o ENEM a competição está realmente mais difícil, as notas de corte estão aumentando cada vez mais. Isso porque as pessoas estão estudando mais e pior (na verdade, melhor): se atualizando mais sobre os assuntos que acontecem ao redor do mundo. Porque isso é cobrado no ENEM e a sua bagagem cultural conta muito. Se você não souber alguma questão, dependendo do que você acumulou na sua vida lendo livros e revistas pode te salvar. Isso é sério. Então a sua meta para esse ano é adquirir o máximo de cultura que você puder. Veja o jornal nacional sempre que tiver chance, leia os jornais que seus pais levarem para casa, leia revistas que tratem de assuntos interessantes como a super interessante, a national geographic, a scientific american, info, exame e sinceramente, até Veja é válido se for pra acrescentar alguma coisa. Veja filmes que tratem sobre épocas históricas ou que tenham alguma relação com a literatura de alguma maneira. Leia livros. Esse é o ano para se tornar hipster. Leia a maior quantidade de clássicos que você puder: nacional (dê preferência para estes é claro) e internacional. Além disso leia livros sobre a História do mundo e do Brasil, sobre geografia, economia, política, filosofia, sociologia... Pegue os maiores trabalhos de filósofos importantes como Sócrates, Aristóteles e Platão. Anote todos os nomes que seus professores forem falando e procure seus trabalhos e siga à risca às sugestões deles. Meu professor de Geografia sugeriu de vermos o Lobo de Wall Street em uma de suas aulas (e eu pretendo ver). Então aceite o que eles dizem, provavelmente tem relação com a matéria de algum jeito e isso pode te ajudar na hora da redação, por exemplo, no ENEM. Minha professora de redação disse isso: se você souber relacionar o tema que eles derem com alguma outra coisa, seja ela qual for, você vai ganhar muitos pontos por isso (e é aí que entra a sua bagagem cultural).

Todas essas dicas que eu dei são dicas para serem aproveitadas já agora no início do ano e provavelmente você já as ouviu em tudo quanto é lugar, mas não tem jeito. Tem uma razão pra isso e a razão é que funciona e na realidade não existe fórmula perfeita pro vestibular. O que você precisa saber é que tem que ter disciplina, tem que focar no que você realmente quer e se esforçar pra isso. 

Eu sei que meu último post foi corrido e eu expliquei muito pouco sobre tudo isso, espero que esse agora tenha mais respostas. Não sei quando voltarei aqui, talvez no fim de semana, talvez só no Carnaval. Tudo é um grande talvez, até porque meu primeiro simulado já é no dia dez de março.

Espero que eu tenha ajudado.

Comente com o Facebook!

2 comentários:

  1. Oi, xará!
    Bem, eu terminei o ensino médio e não passei pra medicina na federal por 5 pessoas (mimimi). Eu não tinha nenhuma rotina de estudos porque nunca estudei de forma séria pro vestibular, só esse ano farei pré-vestibular e pretendo aprender a estudar porque agora sem técnico, sem médio e sem estágio + monografia, as coisas provavelmente serão mais simples. Suas dicas são certeiras e muito bem desenvolvidas.

    Outra coisa que eu acrescentaria é pro pessoal que começa o ensino médio. O fundamental pra mim sempre foi prestar atenção nos dois primeiros anos. O primeiro ano tem todas as bases que você vai precisar em quimica do terceiro, por exemplo. E não é legal chegar lá na frente com dúvidas sobre algo lá de trás porque você não prestou atenção.

    Achei bem legal mesmo! Se quiser visitar meu blog, é o www.balburdia-interna.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, sem dúvida. Isso eu tinha comentado no post anterior e acabei esquecendo de relembrar nesse. Prestar atenção em todo o ensino médio conta muito.

      Excluir