#Blogagem Coletiva - Preço da beleza, até onde ir em busca da perfeição

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015


Pois é galera, hoje cá estou eu aqui de novo como havia prometido. O post de hoje será sobre O Preço da Beleza, foi o tema escolhido para a #Blogagem Coletiva. Então eu convido a vocês a visitarem o blog de todas essas meninas aí do lado, na sidebar,  para dar uma olhada no que cada uma tem a dizer sobre isso. 

Vamos ao post né?

Não é segredo para ninguém que a mídia juntamente com a sociedade impõe valores a nós, seres humanos, que talvez sejam inatingíveis. Por anos a fio sofremos uma lavagem cerebral - no caso, chamada de convenções sociais - de que certas coisas são mais bonitas que outras.

Eu sou a favor de que cada pessoa é única e tem a sua própria beleza. Somos um animal muito bonito. Pare por um momento e se olhe no espelho: observe seus cabelos, seus olhos e o seu corpo. Você vai notar que somos, sim, muito esbeltos. E o melhor de tudo: somos diferentes. Tenta diferenciar um tigre do outro, agora veja as diferenças que você tem em relação a outra pessoa. Não existe ninguém no mundo igual a você - mesmo em gêmeos é possível notar um detalhe ou outro que os separa. 

Porém fica muito difícil ver tudo isso sobre nós mesmos quando somos constantemente bombardeados nas ruas, na televisão, no cinema, nas revistas e basicamente em qualquer lugar que devemos ser magras, olhos claros, cabelo liso. O estereótipo europeu predomina na concepção de beleza da sociedade e as consequências disso são muitas:

Etnias com traços diferentes dos traços europeus se sentem minimizadas. O cabelo afro, o olho japonês, o nariz árabe se tornam motivos de piadas. E isso se traduz em baixa auto estima, insegurança, desespero, falta de amor próprio, tristeza e milhões de outros sentimentos ruins. O que pode levar até a casos mais sérios. 

Aumentam os casos de transtornos alimentares, bem como problemas em músculos e ossos (por se exercitar demais). A menina que quer atingir um ideal tão alto de beleza pode se sentir impelida a simplesmente deixar de comer. Começam então as doenças anorexia e bulimia. São transtornos alimentares que surgem (na maior parte das vezes) de pensamentos tóxicos. Na bulimia a menina se sente realmente culpada por comer e por isso se sente na obrigação de colocar pra fora em uma tentativa insana de reparar o erro. O uso de laxantes é muito comum que com o tempo vai destruindo seu corpo. Além disso, há aquelas meninas que não deixam de comer, mas em contrapartida decidem abusar nos exercícios físicos - passando horas na academia, mesmo quando seus músculos já estão estafados. E isso pode trazer problemas sérios de distenções musculares que podem ser irreparáveis, dependendo do caso.

Somos levados a acreditar que espinhas são deformações biológicas e não algo natural. Com a chegada dos programas de edição tornou-se quase que um crime tirar uma foto e deixar a espinha aparecendo. O Photoshop, por exemplo, faz muito mais do que isso. Pode, inclusive, alterar o corpo. Tudo em prol de parecer "mais bonita" para os outros. Mas não se enganem, programas assim são uma mentira. E não só pro resto do mundo, são uma mentira para si mesma também. Quando a menina vê a foto editada e fica na cabeça que aquilo é como ela deveria ser. E mesmo não admitindo, aquilo a incomoda. 

Aqueles que envelhecem naturalmente - e não buscam o auxílio de cirurgias plásticas - são considerados horrendos. Envelhecer se tornou uma palavra proibida. Rugas então? Sai de perto, nem comenta.  O medo de crescer e amadurecer (biologicamente) tomou proporções enormes. Ninguém quer envelhecer. As pessoas hoje em dia tratam a cirurgia plástica com tanta leviandade que se esquecem que aquilo ali é uma cirurgia e é tão perigosa quanto qualquer outra cirurgia. Existem chances de você morrer na mesa, sim. A cirurgia plástica ficou muito desvalorizada - o objetivo que era de ajudar as pessoas a acertar um distúrbio ou algum problema (problemas respiratórios devido à formação do nariz, por exemplo) se reduziu a tentativas desesperadas de atingir um estereótipo perfeito e inalcançável. 

Ser belo hoje em dia se tornou uma armadilha. Se a beleza for levada muita em consideração - e por beleza, coloco aqui tudo o que as ideologiais sociais em voga pregam atualmente - ela pode ser tóxica para a mente. Saber valorizar suas qualidades, ok. Deixar de comer por uma semana na expectativa de perder quilos, epa, tem alguma coisa errada aí. Não é que se preocupar com a beleza seja algo ruim, não há problemas em ser vaidosa e querer estar sempre bem arrumada e bem vestida. O problema é quando vai além disso. Quando prejudica sua saúde e seu estado mental. Quando se torna exaustivo - e não prazeroso - cuidar do corpo. Eu deixo uma pergunta para vocês fazerem a si mesmo: até onde você iria pela beleza? Pondere sobre sua resposta e pense se o que estiver em jogo valerá a pena. 



A Blogagem Coletiva acontece todos os meses na comunidade Blogueiras Brasileiras do G+ e no Facebook caso queira participar basta se inscrever lá e seguir os procedimentos. Falamos de temas variados e é uma oportunidade de podermos analisar os temas sob vários pontos de vista, além de conhecermos mais blogs.

Comente com o Facebook!

4 comentários:

  1. Parabéns, escreve super bem, foi um prazer ler seu texto e a forma como desenvolve seu raciocínio. Independentemente de concordar ou discordar fica clara a defesa do que acredita. Quanto a pizza tbm amo viu, amo mais ainda o Rio, mas moro em SP...Depois me lembre de falar contigo um assunto. Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA, ok. Te chamo agora se quiser, mas muito obrigaaaaaaaada mesmo. Amo quando as pessoas elogiam minhas palavras <3 Pizza é demais <3

      Excluir
  2. Eu me aceito hoje como fora do padrão de beleza e feliz por isso, mas foi um caminho duro, minha auto estima não existia e foi um desafio começar a construi-la, ainda hoje estou trabalhando nisso.

    Adorei seu texto, muito coerente!

    Um beijos,

    Lis Silva

    Estilo pra Vida | Twitter | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lis você é linda demais <3 não precisa de baixa auto estima não. <3

      Excluir

Quero + Pizza • Design e Desenvolvimento por Lariz Santana