Deixa eu te falar sobre como Ever After High é incrível

quinta-feira, 17 de março de 2016



Olar, pessoal! Tudo bom?

Para estrear as postagens normais, quero começar a falar sobre uma coisa que eu gosto muito: Ever After High. Você provavelmente conhece esse nome pelo menos de vista, se já entrou em uma loja de brinquedos e viu aquelas bonecas ma-ra-vi-lho-sas dessa série. Porque, sério, elas são lindas. Se não fossem tão caras aqui (porque nos Estados Unidos elas custam, pasmem, 18 dólares até mesmo as mais chicosas), eu faria uma coleção delas.

Na ordem: Briar Beauty, Apple White, Raven Queen e Madeline Hatter.


Ever After High é uma série animada da Netflix que mostra a história das herdeiras e dos herdeiros dos personagens dos contos de fadas que, futuramente, seguirão o mesmo destino de um de seus pais, do qual se corresponde à história na qual pertencem. Isto é: a filha da Branca de Neve será a nova Branca de Neve; o filho do Fera, de A Bela e a Fera, será o novo Fera; e por aí vai.

Os herdeiros precisam, obrigatoriamente, seguir o destino de seus pais para dar continuidade às histórias dos contos de fadas, e isso é algo que exige muita preparação. O desenho nos mostra o dia a dia deles em uma escola especial que os prepara para o futuro que os aguarda. Porém, uma das personagens protagonistas, Raven Queen, filha da Rainha Má da história da Branca de Neve, se recusa a seguir o seu destino, e é onde toda a história se desenrola: no momento em que Raven deixa explícito que é uma Rebel (isto é, alguém que não quer seguir o seu destino), e que muitos passam a pensar da mesma maneira que ela, ao poderem ter a opção de escolher entre o destino que precisam seguir ou a liberdade da vida que sempre quiseram.

Por que você gosta tanto desse desenho, Gabi?

O fato é que Ever After High, apesar de ser bem bobinho no começo, é muito mais maduro que muitos desenhos e tem muito a nos ensinar. Ele ainda, é claro, se apega muito ao padrões normais de desenhos mais infantis, onde as personagens adolescentes só querem saber de namorados e roupas, mas com o tempo isso vai mudando e vai mostrando que a vida é muito maior do que apenas isso. E para o seu público-alvo (que são de "crianças" de cinco a sessenta e cinco anos), isso é MARAVILHOSO.

Veja bem: nós, meninas dos anos noventa, crescemos com os desenhos das princesas da Disney na cabeça, nos moldando, onde precisamos sempre ser salvas por príncipes encantados e acreditando que só o amor verdadeiro é mais forte do que tudo e que pode resolver tudo. Vimos Cinderella ser gentil sempre, tomar nos olhos e acabar se casando com um príncipe (mostrando que o casamento com um homem poderoso pode nos tirar da vida de merda que temos); vimos Branca de Neve morando com sete homens, sendo empregada deles e acabando envenenada apenas porque era bonita demais, e salva com um beijo (claro, porque um beijinho resolve tudo, aham); vimos a Pequena Sereia se arriscando em nome do amor. Na teoria, e na inocência, é tudo realmente bem bonitinho, mas sabemos que na realidade o negócio não é bem assim.

O desenho de Ever After prega, justamente, a liberdade e a independência. A protagonista, Raven, se recusa a aceitar o seu destino, que é seguir os passos da Rainha Má: envenenar a Branca de Neve, e ser punida por isso. Raven quer apenas escrever a própria história, quer viver a sua vida como desejar sem que ninguém fique tentando moldá-la ou obrigando-a a fazer coisas que não quer. 

Depois temos a Darling Charming, irmã do Príncipe Charming, que não quer ser apenas uma donzela em perigo: ela quer montar em um cavalo e derrotar dragões. E a Briar, que é a filha da Bela Adormecida, que não quer dormir por cem anos; a única coisa que ela quer é uma boa festa (imagino que se ela vivesse na nossa realidade, talvez ela adorasse ir nas festas open bar da universidade).

Repare nos detalhes da roupa da Darling. Ela usa uma FUCKING ARMADURA.


Vocês fazem ideia de como isso é INCRÍVEL?

Quero dizer, se tivesse crescido assistindo esse desenho, eu certamente não passaria metade da minha vida tentando ser quem eu definitivamente não era, apenas para agradar aos outros. Eu não acreditaria que deveria aceitar qualquer tipo de amor, porque, "quem é que vai amar você, assim?", e não teria me metido em muita merda amorosa que me meti.

É impossível que você tenha visto essas bonecas e não tenha se apaixonado por elas.
Fala sério. Pode falar que amou, sim. Estamos entre amigos. Ninguém vai te julgar.


O desenho no início é bem bobinho, e lembro-me de ter continuado a assistir apenas porque eu trabalhei em um período em uma loja de brinquedos, e eu vendia MUITO dessas bonecas sem saber exatamente o que eram, e queria dar um basta nisso. E, é claro, depois de um tempo, fiquei perdidamente apaixonada. 

E eu não vou nem entrar em detalhes sobre o beijo entre duas princesas da quarta temporada. Sério, aquilo quase me matou do coração e saí quicando pela casa de felicidade quando vi (e, é claro, a primeira coisa que fiz foi mandar uma mensagem para minha amiga falando MIGA TEVE BEIJO GAY EM EVER AFTER SOCORRO e ela surtar junto comigo e achar melhor desenho da vida). Algumas pessoas disseram que não foi nada de mais, que foi só uma "respiração boca a boca", mas nenhum príncipe faz uma "respiração boca a boca" para salvar uma princesa que só pode voltar à vida com um beijo do amor verdadeiro, não é mesmo? RISINHOS.

Uma imagem da quarta temporada, mostrando Holly e Poppy O'Hair,
herdeiras da história da Rapunzel, e a Darling Charming.
TEM DRAGÕES NESSA TEMPORADA.
E ELES SÃO
MUITO
FOFINHOS!!!!!!!!!!!


Se você tem uma criança pequena, que ainda está formando opinião, que ainda está em crescimento, independentemente de sexo: MOSTRE ESSE DESENHO A ESSA CRIANÇA, PELO AMOR DE RAVEN. 

Esse desenho é incrível, e tem MUITO a ensinar para essas crianças. E justamente por ser da Netflix, por não ter nenhum rabo preso com grandes emissoras ou produtoras, que ele só tende a melhorar. Netflix não tem papas na língua e vai continuar lacrando com um desenho que fala sobre a liberdade da mocinha, sobre você não precisar seguir o padrão para ser aceita e, principalmente, sobre você se amar do jeitinho que você é.

Ah, é claro, e assista você também. Tenho certeza de que você vai adorar. Se quiser, pode até assistir com a criança para não ser julgada. Eu colocava a culpa na minha gata no começo, mas é claro que meu plano foi por água a baixo quando comprei CINCO FUCKING BONECAS.

E não precisa me agradecer depois, não faço mais do que a minha obrigação em indicar coisas incríveis para você.

Espero que tenha gostado e não deixe de comentar sobre o que achou do post! ;) E se já viu o desenho antes também, não deixe de falar sobre o que você achou!

Comente com o Facebook!

3 comentários:

  1. Também sou suuuuper fã desse desenho, você assistiu a Epic Winter?

    ResponderExcluir
  2. Oi eu achei legal eu assisto de vez enquando na televisão no SBT ou no meu tablete

    ResponderExcluir
  3. Oi eu achei legal eu assisto de vez enquando na televisão no SBT ou no meu tablete

    ResponderExcluir

Quero + Pizza • Design e Desenvolvimento por Lariz Santana